Arquivos

Isolamento Acústico

O isolamento acústico é o processo que impede a transmissão sonora de um ambiente para o outro. O som é uma onda mecânica e para isolá-lo usam-se camadas de materiais densos que dissipam a energia da onda sonora.

Isso é muito útil para minimizar os ruídos que tanto nos incomodam. Quem nunca precisou fechar uma porta para se concentrar em alguma coisa? Nesse exemplo comum a porta e as paredes funcionam como isolantes do som. Em algumas situações o isolamento acústico além de útil é indispensável, como nos estúdios musicais, por exemplo.

Não quero entrar em muitos detalhes sobre isolamento acústico, afinal esse é um blog sobre as coisas que Deus fala e acredito que ninguém por aqui esteja interessado em saber como isolar Sua doce voz.

O fato, entretanto é que existe algo capaz de fazê-lo, o pecado. O pecado nos atrapalha em ouvir a voz de Deus, eu diria mais, diria que não só nos atrapalha de ouvi-lo como também impede que ele ouça nossas súplicas. “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” (Isaías 59:2)

Quando alguém precisa de um isolamento acústico, contrata uma empresa especializada que faz um tratamento, nas janelas, portas, paredes pisos ou tetos. Para minimizar o efeito desse isolamento basta abrir as janelas.

E para resolver o problema do isolamento acústico causado pelo pecado? A solução é simples e está disponível para todos que quiserem. É Jesus, mais precisamente seu sangue, e a confissão desses pecados. “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (I João 1:7)

Livre-se do isolamento acústico, afastando-se do pecado. quando por ventura pecar, confesse pois “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (I João 1:9)

Anúncios

Sintonize-se

Continuando a falar sobre ouvir a voz de Deus e sobre a propagação do som gostaria de fazer uma reflexão sobre o funcionamento do rádio. Você sabe como funciona o rádio? Qual é o mecanismo que nos permite selecionar estações diferentes e o que isso tem haver com as coisas que Deus fala?

O rádio é um instrumento que transmite sinais através da modulação das ondas eletromagnéticas. Dois componentes básicos são necessários um transmissor, que envia a informação, e um receptor que recebe. Fazendo uma analogia simples, se Deus é o transmissor, a informação é o que Ele quer nos falar e nós somos os receptores.

Para enviar uma mensagem o transmissor a codifica em uma onda senoidal e a transmite em uma onda de rádio. Cada sinal de rádio diferente usa uma frequência de onda senoidal, é dessa forma, que os sinais são todos separados. Quando o receptor recebe as ondas, ele as decodifica.

As ondas de rádio têm diferentes frequências e para escolher a estação certa e ouvir o que te interessa você precisa sintonizar seu receptor em uma frequência específica, pois um receptor recebe milhares de informações. Na nossa analogia também é assim, além da voz de Deus, ouvimos pessoas que querem nos ajudar, outras que tentam nos atrapalhar, ouvimos a voz do diabo e também nossas próprias convicções e medos.

Então entra em ação o sintonizador que tem o trabalho de separar uma onda das milhares de ondas que o receptor recebe. No nosso caso o sintonizador é o Espírito Santo que nos ajuda a receber as mensagens de Deus. Os sintonizadores funcionam usando um princípio chamado ressonância, eu já escrevi sobre a ressonância aqui.

Os sintonizadores ressoam e amplificam uma frequência específica e ignoram todas as outras. Para que o Espírito nos ajude a sintonizar a voz de Deus precisamos estar em comunhão frequente com Ele. Glória a Deus pelo Espírito Santo que está aqui para nos fazer ouvir e lembrar tudo o que Deus nos diz (Joaão 14:26).

Adote um Referencial

A ideia do post surgiu a partir de uma conversa com uns colegas de trabalho. O assunto eram as camisetas bem humoradas que os estudantes de física fazem com ilustrações e frases engraçadas que misturam física com as outras coisas.

Quando eu vi o “Adote um Referencial” achei muito engraçado e bem sacado, fiquei me lembrando depois e Deus falou comigo.

O conceito de referencial é um dos primeiros conceitos que se fala nas aulas de física da escola. Com aquela pergunta “Nós estamos parados ou em movimento?” e aquela resposta clássica: “Depende do referencial”.

No passado acreditava-se que a Terra estava parada, porque do nosso ponto de referência é assim que a percebemos. Hoje se sabe que a Terra executa movimentos, a rotação é um exemplo. E aquela história de saber se o sinal é positivo ou negativo? A maioria se confunde nisso. Pode parecer bobagem, mas não é. De fato na física tudo depende do referencial.

No nosso cotidiano as vezes, somos tomados por dúvidas acerca de nossas ações e pensamentos e nos perguntamos “será que isso é pecado” ou “fazer aquilo é mesmo errado” “Eu acho que não tem nada demais” Eu vou te responder com a mesma reposta clássica da física: “Depende do referencial”

O padrão de Deus é a santidade. “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação” (I Tessalonicenses 4:3). Ele mesmo disse: “Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus” (Levítico 20:7). E o seu referencial para esse padrão de santidade é Jesus “O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.”(I Pedro 2:22).

O propósito de Deus é que Seus filhos sejam semelhantes à Jesus. “Ele nos escolheu para sermos conforme à imagem de Seu Filho” (Romanos 8:29).

Então quando você estiver em dúvida reflita “Jesus faria isso?” “O que Jesus faria?” Adote um referencial, eu diria mais, diria adote o referencial. Escolha o certo. Seja Jesus o seu referencial e exemplo.

De Quem é Essa Voz

Que Deus fala com a gente é fato. Mas, o que todos querem saber é como escutar a voz Dele. Todo mundo que se relaciona, ou quer se relacionar com Deus já teve essa dúvida: Será que dá pra ouvir a voz Deus? Eu ousaria dizer que sim. E gostaria fazer uma série de posts sobre a propagação do som para mostrar como isso é possível. Vem comigo?

O som é uma onda mecânica, produzida pela vibração de algum corpo ou material. O som da nossa voz, por exemplo, é produzido quando o ar vindo dos pulmões passa pelas pregas vocais, fazendo-as vibrar. O ar vai se modificando e articulando os sons que quando são emitidos pela boca, criam a onda sonora que vai atingir o ouvinte.

As diferentes velocidades de vibração (que na física a gente chama de frequência) existem por causa das diferenças anatômicas das cordas vocais de cada pessoa. Alguns falam grave, outros mais agudo e assim cada um tem sua voz característica que pode ser reconhecida e até imitada.

O que diferencia um som de outro é a frequência da vibração que o produziu. O ouvido humano é capaz de ouvir sons com frequência entre 20 Hz e 20000 Hz. A frequência da voz humana está entre esse intervalo, por isso nós conseguimos ouvir uns aos outros.

E a voz de Deus, com que frequência se propaga? Eu sinceramente não faço a mínima ideia, mas tenho certeza que podemos ouvi-la e reconhecê-la. Na bíblia, no livro de João capítulo 10 Jesus diz que Ele é o bom pastor, e que suas ovelhas ouvem, conhecem a sua voz e o seguem.

A questão aqui não é só ouvir a voz de Deus, mas também conhecê-la. Um bebê é capaz de conhecer a voz de sua mãe. Quando a gente ouve muito determinado cantor é capaz de reconhecer a sua voz, mesmo que ele esteja cantando uma música diferente.

Ai você vai me perguntar: como vou reconhecer a voz de Deus se nem sou capaz de ouvi-la? Ei eu vou te responder que: Deus está falando com você e pode ser até que você já esteja ouvindo, mas não consiga reconhecer. Por que para reconhecer a voz de Deus precisamos conversar muito com ele, através da oração; familiarizar-nos com suas várias maneiras de falar, seja através da palavra, dos irmãos ou do silêncio, por exemplo. O primeiro passo para ouvir e reconhecer a voz de Deus é conversar bastante com Ele.

Mantenha o Equilíbrio

Já brincou com o João bobo? Não importa o quanto você o incline, ele balança, mas sempre volta a ficar de pé. Não passa de uma brincadeirinha de criança, mas o boneco João bobo é um exemplo simples de um conceito importante da física.

Onde está o seu centro de gravidade?

Na mecânica clássica, para cálculos e outros efeitos, admite-se que todo o peso de um corpo está concentrado em um único ponto. Esse ponto é o centro de gravidade. Ele não precisa necessariamente coincidir com o centro geométrico do corpo. No João bobo, está na parte de baixo do boneco. Assim o formato arredondado, a distribuição da massa e o baixo centro de gravidade fazem o boneco manter-se de pé mesmo se inclinado.

Na física diz-se que o boneco João bobo está em equilíbrio estável. Quando um corpo está em equilíbrio estável, ao sofrer uma perturbação, mesmo que ele oscile, sempre volta à condição de equilíbrio.

Então, Deus falou comigo. “Onde está o seu centro de gravidade? Pois onde estiver o seu centro de gravidade, ai estará o seu equilíbrio.” Como discípulos, devemos manter o nosso centro de gravidade em Deus, isso quer dizer colocar a nossa confiança Nele “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti. Confiai no Senhor perpetuamente; porque o Senhor Deus é uma rocha eterna” (Isaías 26:3-4).

A brincadeira com João bobo é tentar derrubá-lo, mas o seu centro de gravidade estrategicamente posicionado o mantem em sua posição de equilíbrio, ele inclina, mas não cai. Ao colocar sua confiança em Deus, tribulações, problemas e dificuldades não vão te fazer cair. “Não temerá más notícias; o seu coração está firme, confiando no Senhor. O seu coração está bem confirmado, ele não temerá” (Salmo 112:7-8).

A bíblia nos ensina a como manter esse equilíbrio em Deus para não cair. “Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis” (II Pedro 1:10). Colocar o centro de gravidade em Deus é a maneira certa de manter o equilíbrio.

Quanto Mais Perto Maior

Os admiradores da lua e as pessoas mais observadoras perceberam como ela estava especialmente linda no último sábado dia 05/05. Estava mesmo, foi a maior lua cheia de 2012. É que a lua estava em perigeu. Calma, eu explico.

Perigeu é o nome que se dá quando a lua, satélite natural está nos pontos mais próximos da Terra. Quando essa posição coincide com a lua cheia acontece o que os astrônomos chamam de Superlua ou Superlua cheia. Foi exatamente isso que aconteceu nesse sábado.

“Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus”

No alto da sé em Olinda (cidade onde moro) dois telescópios foram disponibilizados gratuitamente para que o público acompanhasse o fenômeno lunar. Infelizmente eu não pude ir, mas pude contemplar a beleza do céu enquanto voltava pra casa depois de um dia cheio.

Nesse período de perigeu a proximidade causa a sensação de que a Lua está bem maior e mais brilhante do que a média. É tudo uma questão de perspectiva, quanto mais perto da lua, maior ela parece pra nós. Um espetáculo lindo proporcionado pelo criador.

Li sobre isso e fiquei refletindo sobre o nosso relacionamento com Deus. Deus falou comigo. Quando estou mais perto de Deus, isto é, quando faço a sua vontade permaneço firme na leitura da palavra e nas orações; tenho a sensação que Ele é maior e mais real, minha fé fica fortalecida. Não é assim com você?

Quando estou longe Dele, distraída com os cuidados desse mundo, minha alma é levada a duvidar do Seu poder e presença. Isso é muito perigoso. Minhas escolhas e decisões irão determinar a minha posição em relação a Deus.

Se você perdeu a beleza da lua cheia do perigeu 2012, não se preocupe. Em junho de 2013 tem de novo. Mas se você está longe de Deus, não precisa esperar tanto tempo. Comece a se aproximar agora mesmo. Feche os olhos ai onde estiver e fale com Ele. Mesmo que você o sinta longe “Porventura sou eu Deus de perto, diz o Senhor, e não também Deus de longe?” (Jeremias 23:23). Você nunca estará tão longe ao ponto de Deus não poder alcança-lo.

Cuidado Aí!

Passei a semana toda com a minha perna direita dolorida. Por que na segunda feira eu fui recolocar as cortinas que haviam sido lavadas e levei o maior tombo. O pé direito da casa que estou morando agora é muito alto então tive que subir no encosto do sofá e ainda me esticar toda pra alcançar.

Quando eu estava lá em cima me equilibrando pra por a cortina alguém me disse “cuidado ai!” Mas não pensei que cairia, já havia feito aquilo tantas outras vezes que ignorei o perigo. Caí, me machuquei e Deus falou comigo.

Na física, a gente cai por causa da gravidade. Gravitação é a força de atração que existe entre todas as partículas com massa, e gravidade é a força de atração que a Terra exerce sobre nós por causa da sua enorme massa. Vocês sabem o que dizem: quanto maior a altura, maior a queda. A minha foi feia. Arranhei a perna em dois lugares, ganhei umas marcas roxas que me deixaram a semana toda dolorida e o estrago não foi maior porque cai sentada no sofá.

Andar na carne te faz cair. Ande em Espírito.

Está escrito “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia” (1coríntios 10: 12). Por que assim como a gravidade puxa a gente pra baixo, viver na carne puxa a gente pra pecar. Não sou eu que estou inventando isso, tá na bíblia “Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção” (Gálatas 6:8).

É inevitável, todos estão sob a ação da gravidade, mas a solução contra a corrupção é andar em Espírito. “Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” (Gálatas 5:15).

Se a saída é andar no Espirito como é que se faz isso? Parece uma coisa  abstrata, mas andar no Espirito é escolher conscientemente e pela fé depender do Espírito Santo para guiar cada pensamento, palavra e ação. É uma escolha pessoal e constante. Todo dia temos que escolher, em cada decisão em cada passo depender do Espírito Santo.

Então essa é a dica: para não cair e pecar ande em Espírito e para não cair e se machucar cuidado com a gravidade.