Arquivo de Tag | Pecado

Isolamento Acústico

O isolamento acústico é o processo que impede a transmissão sonora de um ambiente para o outro. O som é uma onda mecânica e para isolá-lo usam-se camadas de materiais densos que dissipam a energia da onda sonora.

Isso é muito útil para minimizar os ruídos que tanto nos incomodam. Quem nunca precisou fechar uma porta para se concentrar em alguma coisa? Nesse exemplo comum a porta e as paredes funcionam como isolantes do som. Em algumas situações o isolamento acústico além de útil é indispensável, como nos estúdios musicais, por exemplo.

Não quero entrar em muitos detalhes sobre isolamento acústico, afinal esse é um blog sobre as coisas que Deus fala e acredito que ninguém por aqui esteja interessado em saber como isolar Sua doce voz.

O fato, entretanto é que existe algo capaz de fazê-lo, o pecado. O pecado nos atrapalha em ouvir a voz de Deus, eu diria mais, diria que não só nos atrapalha de ouvi-lo como também impede que ele ouça nossas súplicas. “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” (Isaías 59:2)

Quando alguém precisa de um isolamento acústico, contrata uma empresa especializada que faz um tratamento, nas janelas, portas, paredes pisos ou tetos. Para minimizar o efeito desse isolamento basta abrir as janelas.

E para resolver o problema do isolamento acústico causado pelo pecado? A solução é simples e está disponível para todos que quiserem. É Jesus, mais precisamente seu sangue, e a confissão desses pecados. “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (I João 1:7)

Livre-se do isolamento acústico, afastando-se do pecado. quando por ventura pecar, confesse pois “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (I João 1:9)

Adote um Referencial

A ideia do post surgiu a partir de uma conversa com uns colegas de trabalho. O assunto eram as camisetas bem humoradas que os estudantes de física fazem com ilustrações e frases engraçadas que misturam física com as outras coisas.

Quando eu vi o “Adote um Referencial” achei muito engraçado e bem sacado, fiquei me lembrando depois e Deus falou comigo.

O conceito de referencial é um dos primeiros conceitos que se fala nas aulas de física da escola. Com aquela pergunta “Nós estamos parados ou em movimento?” e aquela resposta clássica: “Depende do referencial”.

No passado acreditava-se que a Terra estava parada, porque do nosso ponto de referência é assim que a percebemos. Hoje se sabe que a Terra executa movimentos, a rotação é um exemplo. E aquela história de saber se o sinal é positivo ou negativo? A maioria se confunde nisso. Pode parecer bobagem, mas não é. De fato na física tudo depende do referencial.

No nosso cotidiano as vezes, somos tomados por dúvidas acerca de nossas ações e pensamentos e nos perguntamos “será que isso é pecado” ou “fazer aquilo é mesmo errado” “Eu acho que não tem nada demais” Eu vou te responder com a mesma reposta clássica da física: “Depende do referencial”

O padrão de Deus é a santidade. “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação” (I Tessalonicenses 4:3). Ele mesmo disse: “Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus” (Levítico 20:7). E o seu referencial para esse padrão de santidade é Jesus “O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.”(I Pedro 2:22).

O propósito de Deus é que Seus filhos sejam semelhantes à Jesus. “Ele nos escolheu para sermos conforme à imagem de Seu Filho” (Romanos 8:29).

Então quando você estiver em dúvida reflita “Jesus faria isso?” “O que Jesus faria?” Adote um referencial, eu diria mais, diria adote o referencial. Escolha o certo. Seja Jesus o seu referencial e exemplo.

Não Se Iluda

As linhas horizontais são paralelas.

Quantas patas você vê?

Pode não aparecer, mas é um círculo perfeito

Quantas pessoas você vê?

 O segredo dessas imagens é a ilusão de óptica. A ideia do post foi do Fabiano, O jovem do “Princípios do Reino”. Ele viu uma imagem como essas no facebook e alguém comentou “Ilusão de óptica é física”, ai ele me perguntou: “é verdade, é física? Ser for, isso daria um post?” Daria sim, e deu.

É verdade sim, jovem. É física, eu diria mais diria que é biofísica. Primeiro acontece o fenômeno físico: a luz atinge a imagem, é parte absorvida parte refletida, essa parte refletida chega aos nossos olhos. Depois tem a parte fisiológica com o funcionamento do sistema visual humano. Os estímulos visuais não são estáveis e a tarefa do cérebro é extrair as características constantes dos objetos a partir da enorme inundação de informação que recebe.

O cérebro deduz a distância relativa entre dois objetos quando há sobreposição ou interposição. E pode deduzir a forma de um objeto a partir das sombras. Mas existem vários tipos de ilusões de distância e profundidade que surgem quando esses mecanismos de dedução inconsciente resultam em deduções erróneas, ou seja na ilusão de óptica.

O Fabiano falou que o pecado também é uma ilusão, pois nossa carne sempre consegue ver algo bom nele, porém o Espírito do Senhor nos alerta que é apenas ilusão passageira. E a bíblia diz isso “Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte” (Provérbios 14:12).

A nossa carne está sujeita às ilusões do pecado e por isso devemos manter o nosso espirito fortificado e guiado pelo Espírito para não sermos levados pela ilusão a pecar. “Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro”(Gálatas 5:17)

Não podemos nos deixar iludir pelas armadilhas do pecado. “Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia noEspírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” (Gálatas 6:8)

Cuidado Aí!

Passei a semana toda com a minha perna direita dolorida. Por que na segunda feira eu fui recolocar as cortinas que haviam sido lavadas e levei o maior tombo. O pé direito da casa que estou morando agora é muito alto então tive que subir no encosto do sofá e ainda me esticar toda pra alcançar.

Quando eu estava lá em cima me equilibrando pra por a cortina alguém me disse “cuidado ai!” Mas não pensei que cairia, já havia feito aquilo tantas outras vezes que ignorei o perigo. Caí, me machuquei e Deus falou comigo.

Na física, a gente cai por causa da gravidade. Gravitação é a força de atração que existe entre todas as partículas com massa, e gravidade é a força de atração que a Terra exerce sobre nós por causa da sua enorme massa. Vocês sabem o que dizem: quanto maior a altura, maior a queda. A minha foi feia. Arranhei a perna em dois lugares, ganhei umas marcas roxas que me deixaram a semana toda dolorida e o estrago não foi maior porque cai sentada no sofá.

Andar na carne te faz cair. Ande em Espírito.

Está escrito “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia” (1coríntios 10: 12). Por que assim como a gravidade puxa a gente pra baixo, viver na carne puxa a gente pra pecar. Não sou eu que estou inventando isso, tá na bíblia “Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção” (Gálatas 6:8).

É inevitável, todos estão sob a ação da gravidade, mas a solução contra a corrupção é andar em Espírito. “Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” (Gálatas 5:15).

Se a saída é andar no Espirito como é que se faz isso? Parece uma coisa  abstrata, mas andar no Espirito é escolher conscientemente e pela fé depender do Espírito Santo para guiar cada pensamento, palavra e ação. É uma escolha pessoal e constante. Todo dia temos que escolher, em cada decisão em cada passo depender do Espírito Santo.

Então essa é a dica: para não cair e pecar ande em Espírito e para não cair e se machucar cuidado com a gravidade.

Proteção Sempre

Minha amiga Marcela voltou do feriado na praia vermelhinha feito um camarão e toda queimada. Eu perguntei se ela não tinha passado protetor solar e ela respondeu que não, porque só tinha ficado um tempinho na praia e estava nublado.

Todo mundo já foi na praia quando o dia estava nublado. Nesses dias, Achamos que não é preciso passar protetor solar, afinal de contas o sol nem está tão forte, ficamos despreocupados.Mas algumas vezes mesmo o sol estando atrás das nuvens aparecem as queimaduras.

Proteção sempre, mesmo que pareça que não precisa

No verão, sempre vemos os dermatologistas orientando quanto ao uso do protetor solar. Eles ensinam que mesmo com o tempo nublado temos que nos proteger do sol. Isso por que as nuvens não bloqueiam a passagem dos raios ultravioletas que são os responsáveis pelo bronzeamento e pelas queimaduras. Então, proteção sempre. Mesmo que esteja nublado.

Deus me falou que é assim também na nossa vida como discípulos, proteção contra o pecado sempre. A bíblia nos ensina “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação” (Marcos 14:38). O que o Senhor quer nos ensinar com isso é que devemos estar sempre atentos “porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (1 Pedro 5:8).

O diabo quer que a gente pense que não precisa se proteger. “É só um filminho, não tem nada demais”; “É só uma coisinha que eu tô vendo na internet, nem vou lembrar depois”; “Uma mentirinha só não faz mal” ou ainda “Besteira, todo mundo assiste”. Mas não podemos esquecer que mesmo que esteja nublado, há risco de queimadura. “o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.” (Mateus 26:41).

Pra quê arriscar de se queimar, se podemos usar o protetor solar. Com pecado não se brinca. Pra quê correr o risco de cair na tentação, quando se pode evita-la. Ter cuidado com o que vê com o que ouve e com o que fala é uma boa proteção contra as tentações e os pecados.

Além das Manchetes

No último domingo, tivemos em nossa igreja local o batismo nas águas de algumas crianças. Fiquei particularmente emocionada porque todos eles haviam sido meus alunos na escola bíblica, desde bem pequenos. Pensei “Que lindo, meus alunos decidindo se tornar discípulos de Jesus”. Imagino como Deus estava infinitamente mais feliz pensando “Que alegria, minhas criaturas se tornando meus filhos.”

Antes de começar o batismo o Fernando falou algo que vale a reflexão. Que notícias os jornais nos trazem? Assaltos, assassinatos, obras paradas, corrupção, desgraças naturais; coisas boas também; esporte, lazer, desenvolvimento tecnológico e novas descobertas. Precisamos estar informados, saber o que acontece ao nosso redor. Existem notícias boas e notícias ruins o importante é não se deixar abater por elas.

O que estava acontecendo naquele dia era uma coisa muito importante, mas não ia sair em nenhuma manchete. Aquelas crianças ainda vão passar por muitos momentos importantes em sua vida; terminar a escola, passar no vestibular, se formar, se casar. Entretanto nenhum momento será tão marcante para Deus como o momento em que eles decidiram se arrepender de seus pecados e entregar o governo de suas vidas nas mãos de Jesus.

Quem se importa se os jornais não estão noticiando isso? Os discípulos de Jesus não atentam “nas coisas que se vêem, mas nas que não se vêem” (2 Coríntios 4:18). Pode haver coisa mais bonita que ver a obra de Deus na vida de alguém? Vamos olhar além das manchetes.

Não se apegue as notícias, não se apegue a esse mundo “as coisas que se vêem são temporais, e as que não se vêem são eternas”.

Princípios Básicos de Proteção

Vamos falar sobre a radiação. Eu particularmente sou fascinada por ela, suas propriedades, aplicações, sua interação com a matéria. Mas, nem tudo são flores. Você provavelmente já ouviu falar dos perigos da radiação. Aquelas histórias das bombas atômicas e as polêmicas sobre o uso da energia nuclear. É meu amigo, radiação não é brincadeira, ela pode causar danos sérios à saúde e até matar.

O risco é muito grande, pra evitar qualquer problema, nada de radiação. Ninguém vai mais fazer Raios-X, esqueçam os medidores de nível, e energia nuclear então… Nem pensar! As coisas não são assim, não dá pra simplesmente ignorar suas vantagens. É ai que entra a Proteção Radiológica.

Organizações internacionais de proteção radiológica estabeleceram os Requisitos Básicos de Radioproteção; são eles: Justificação, Otimização e Limitação da dose. Resumindo é mais ou menos assim. A prática que use radiação só vai ser autorizada se ela for justificada, ou seja, se o benefício produzido for maior que o dano correspondente. Já que vai usar a radiação e não tem outro jeito, então use de forma otimizada, pra que a exposição seja a mais baixa possível. E, para o seu próprio bem, respeite os limites de dose estabelecidos.

Além dos requisitos básicos, há também os Fatores de Radioproteção: Tempo, Blindagem e Distância. A exposição à radiação é diretamente proporcional ao tempo, inversamente proporcional ao quadrado da distância e depende da blindagem. Calma, eu explico. Quanto mais tempo você ficar exposto maior a probabilidade de dano, quanto mais longe você estiver maior a segurança e a blindagem é a barreira física, uma placa de chumbo ou uma parede por exemplo. Tá achando muito? Eu disse que a parada é séria.

Agora que já dei uma noção geral de proteção radiológica, eu quero fazer uma comparação. Vem comigo. Vamos comparar a radiação com o mundo. “O mundo jaz no maligno” (I João 5:19) é tanta sujeira, desonestidade, mentira. Mas não dá pra sair do mundo. A gente tem que trabalhar, estudar, tem que ganhar gente pra Jesus. Isso tudo acontece no mundo. O próprio Jesus disse “não peço que os tire do mundo, mas que os livres do mal” (João 17: 15). Não somos do mundo, mas estamos nele. E precisamos ter cuidado para não nos contaminar.

Que tal usar contra o pecado os mesmos fatores de Proteção Radiológica?

Para o uso da radiação temos a proteção radiológica e para viver neste mundo em santidade e pureza temos os princípios estabelecidos pela palavra de Deus – a Bíblia. Jesus nos disse pra vigiar, temos que ser luz, justificar a nossa presença no mundo fazendo a diferença. Nos envolvendo o mínimo possível com os cuidados do mundo.

Que tal usar os mesmos fatores da radioproteção? Pra quê ficar tanto tempo ocupado com as coisas do mundo? Vamos gastar nosso tempo com coisas que fortaleçam o nosso espírito como a oração, a leitura da palavra e a edificação mútua. Vamos manter uma distância de segurança. Não estou falando só do pecado. Todo discípulo tem que se afastar do pecado. Eu diria mais, diria que temos que nos afastar das coisas que vão nos levar a pecar. A bíblia chama isso de concupiscência da carne e concupiscência dos olhos “essas coisas não são do Pai, mas do mundo” (I João 2:16). A armadura de Deus (Efésios 6: 11 -18) é a blindagem ideal para proteger o discípulo de Jesus.

Para encerrar quero falar sobre o decaimento radioativo. Por mais útil que a radiação seja com o passar das meias-vidas, sua utilidade vai acabando; e o mundo, por mais atrativo que pareça também tem seus dias contados. Não sou eu que estou inventando, tá na bíblia “o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre” (I João 2:17). A escolha é sua.