Arquivo de Tag | Vontade de Deus

Adote um Referencial

A ideia do post surgiu a partir de uma conversa com uns colegas de trabalho. O assunto eram as camisetas bem humoradas que os estudantes de física fazem com ilustrações e frases engraçadas que misturam física com as outras coisas.

Quando eu vi o “Adote um Referencial” achei muito engraçado e bem sacado, fiquei me lembrando depois e Deus falou comigo.

O conceito de referencial é um dos primeiros conceitos que se fala nas aulas de física da escola. Com aquela pergunta “Nós estamos parados ou em movimento?” e aquela resposta clássica: “Depende do referencial”.

No passado acreditava-se que a Terra estava parada, porque do nosso ponto de referência é assim que a percebemos. Hoje se sabe que a Terra executa movimentos, a rotação é um exemplo. E aquela história de saber se o sinal é positivo ou negativo? A maioria se confunde nisso. Pode parecer bobagem, mas não é. De fato na física tudo depende do referencial.

No nosso cotidiano as vezes, somos tomados por dúvidas acerca de nossas ações e pensamentos e nos perguntamos “será que isso é pecado” ou “fazer aquilo é mesmo errado” “Eu acho que não tem nada demais” Eu vou te responder com a mesma reposta clássica da física: “Depende do referencial”

O padrão de Deus é a santidade. “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação” (I Tessalonicenses 4:3). Ele mesmo disse: “Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus” (Levítico 20:7). E o seu referencial para esse padrão de santidade é Jesus “O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.”(I Pedro 2:22).

O propósito de Deus é que Seus filhos sejam semelhantes à Jesus. “Ele nos escolheu para sermos conforme à imagem de Seu Filho” (Romanos 8:29).

Então quando você estiver em dúvida reflita “Jesus faria isso?” “O que Jesus faria?” Adote um referencial, eu diria mais, diria adote o referencial. Escolha o certo. Seja Jesus o seu referencial e exemplo.

Muda a Escala

Dia desses,estava comendo caranguejo com uns amigos. No meio da conversa,  me lembrei do contador Geiger ai fui explicar pra eles como funciona.

Muda a escala pra parar de apitar

O Contador Geiger-Muller é um detector de Radiação ionizante, usado para indicar a presença e medir a quantidade de radiação. O visor do contador tem mais de uma escala e o usuário deve escolher em qual delas quer ler a medida. Isso depende da quantidade de radiação.

Pra começar escolhemos a maior escala, se a radiação não for suficiente pra sensibilizar o medidor, passamos pra escala menor e assim sucessivamente até conseguirmos a medida. Quando a quantidade de radiação é grande e o ponteiro encosta no final da escala o contador emite um som. É um bipe bem chatinho de ouvir. Se começamos pela escala maior, e logo de cara o bipe apitar é sinal quem tem “muita radiação” no ar.

Se fossemos começar pela escala menor, seria um apitado chato até chegarmos à escala correta. Não sei se essa é a razão pra começar pela maior, mas lembro que quando fiz meu estágio curricular, a outra estagiária foi me mostrar como se fazia a medida, assim que ela ligou o contador ele começou a apitar. Na minha falta de experiência tive vontade de correr, imaginando que estava “vazando” radiação pra todo lado. Ela foi mudando a escala e me explicou que tudo estava dentro dos conformes.

Sabe aquelas pessoas que gostam de reclamar e colocar defeito em tudo? Ou está sempre falando mal de alguém e arrumando confusão? Quando lembro do detector de radiação tenho vontade de dizer “Vê se muda de escala, pra parar de apitar” Porque vamos combinar que esse apitado é muito desagradável.

A bíblia ensina que “daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne” (2 Coríntios 5:16) então temos que mudar a escala pra parar de achar defeitos nas pessoas. Murmurar então? Vamos mudar a escala e “Fazer todas as coisas sem murmurações nem contendas” (Filipenses 2:14).

A mudança principal que precisamos fazer na nossa vida é “não viver mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus” (1 Pedro 4:2).

Boiando na Graça

Não consigo achar uma explicação para Deus nos aceitar apesar de nosso pecado e nossas fraquezas, a não ser a graça. Fico encantada com a graça de Deus. Quanto mais eu creio e experimento dessa graça, mais eu me sinto atraída por ela.

Gosto daquela canção que diz: “se a graça é um oceano, estou me afogando”. Entendo o que o autor quis dizer. Nós devemos mergulhar na graça sem medo, deixar ela nos envolver por completo. Mas analisando fisicamente, prefiro dizer que se a graça é um oceano eu estou boiando e Jesus é o Empuxo.

O Empuxo vai te fazer boiar

Eu explico. Empuxo é a força vertical, dirigida para cima, que qualquer líquido exerce sobre um corpo nele mergulhado. Foi descoberto por Arquimedes e pode ser verificado toda vez que a gente entra na água e se sente mais leve. O empuxo é a força que faz a gente se sentir mais leve e boiar.

É isso que Jesus faz com a gente, nos deixa leve. Sem o peso do pecado, podemos nos aproximar de Deus e desfrutar de sua presença. Jesus “riscou cédula que era contra nós, a qual de alguma maneira nos era contrária” (Colossenses 2:14).

Entrar na água e boiar é uma sensação muito boa, não depende do nosso peso e nem precisa de muita técnica, tudo que precisamos fazer é relaxar. Que maravilha é a graça de Deus através de Jesus, não depende de nossas obras ou esforço, tudo que precisamos fazer é desfrutar.

A comparação faz ainda mais sentido se considerarmos que Deus é o oceano e a graça, através de Jesus é o Empuxo que nos permite boiar e sermos levados pelas correntes marítimas, a vontade Deus, descansar e saber que estamos indo na direção certa. E mesmo que esteja muito fundo e você não saiba nadar. Não tenha medo. O Empuxo vai te fazer boiar.

O Poder da Ressonância

Todo mundo que já brincou em balanço sabe como funciona. Você pode não saber o que é ressonância, mas sabe como deve mover o corpo pra o balanço ir mais alto e mais rápido. O balanço está se movendo com uma frequência, o seu corpo está se movendo com outra frequência e quando essas frequências coincidem o balanço passar a ir mais alto e mais rápido. Isso é ressonância.

Todos os objetos têm uma ou mais frequências que “gosta” de vibrar, são as frequências naturais de vibração. Quando o objeto é estimulado por algum agente externo em uma de suas frequências naturais ocorre ressonância e o objeto passa a vibrar com amplitude maior.

Uma ponte desabou nos Estados Unidos, na década de 40, ela balançava toda vez que o vento soprava um pouco mais forte. Na ressonância os movimentos da ponte aumentaram tanto que ela desabou.

Quando a nossa vontade entra em ressonância com a vontade de Deus, podemos ir mais alto

Deus tem a sua vontade, seus planos, propósitos e quando a nossa vontade entra em ressonância com a vontade de Deus, Ele concede os desejos do nosso coração.

Vamos usar o poder da ressonância. O texto diz “Agrada-te do Senhor e ele satisfará os desejos do teu coração.” (Salmo 37:4). Agradar-se do Senhor é agradar-se da vontade do Senhor. Quando a gente faz isso, Ele coloca o desejo Dele no nosso coração. Então Ele se agrada em satisfazer os desejos que Ele fez nascer em nosso coração. Isso eu aprendi no testemunho do Fernando.

Quando o nosso coração não está movido pela vontade do Senhor, as nossas prioridades também não vão ser guiadas pelo Senhor. Deus nunca vai extirpar de nós a nossa vontade, nem se intrometer em nossas decisões, mas Ele deseja e clama, que a nossa vontade esteja em ressonância com a vontade Dele. Isso eu aprendi com o João.

Deus quer que no nosso coração haja o desejo de agradá-lo. E assim vai ser fácil experimentar qual seja a “boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2).